Cidade

Com novos espaços expositivos e aquisição de novos títulos, Biblioteca Municipal ganha novo horário de funcionamento

Publicada em 13/03/22 às 10:12h - 29 visualizações

por TV Jundiai Hoje


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: TV Jundiai Hoje)
A Biblioteca Pública Municipal Professor Nelson Foot (BNF), equipamento ligado à Unidade de Gestão de Cultura (UGC), estará, a partir desta segunda-feira (14) com novo horário de funcionamento ao público: de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h e aos sábados das 9h às 13h.

Para o gestor de Cultura, Marcelo Peroni, a mudança de horário é uma das novidades na Biblioteca, que desde janeiro está sob a responsabilidade da UGC. “A Biblioteca é um equipamento fantástico. Seus espaços adaptados, seu acervo com títulos para as pesquisas ou para leitura, atraem diariamente não apenas os moradores e estudantes de Jundiaí. Ela atende a toda nossa região. Assim, precisamos deixá-la cada vez mais dinâmica e prestando serviço de excelência”, observou.

Segundo Peroni, o livro e a Literatura continuarão sendo o objeto principal da Biblioteca, mas com outras artes convivendo e dialogando naquele espaço. “Daremos continuidade ao ótimo trabalho da Unidade de Gestão de Educação com os estudantes, mas queremos que a população de maneira geral se aproprie também daquele espaço cultural”.

Outra novidade apresentada por Peroni é que nesta nova fase da BNF aos sábados, além de atender ao público para pesquisas e empréstimo de livros, será também desenvolvida programação infantil com contações de histórias, apresentações musicais e até mesmo a apresentação e o ensino de jogos de tabuleiro, dentro da atividade denominada #Sejoga.

Para essas apresentações, segundo o gestor de Cultura, serão chamados os contemplados nos editais lançados pela UGC, como o CulturaMais e o Cultura Negra. “A programação dos sábados integra as iniciativas do programa municipal Cidade das Crianças, mas contemplará também os pré-adolescentes e adolescentes, além dos pais ou os responsáveis que estiverem junto desse público. Não será necessária inscrição e é só aparecer na Biblioteca”, explicou Marcelo Peroni.


As apresentações
Com atrações contratadas pelos editais CulturaMais e Cultura Negra, as atividades de março, a cargo de Roseli Pizarro, Bruno Kretzman e Matheus Lima, a programação de março ficou assim definida:

No sábado (19), às 10h, tem a contação da história “As águas: o sumiço das Águas Claras do rei Roy Reino”, com a Companhia Contando com Encanto, voltada para crianças de quatro a seis anos. Na sequência, das 11h às 12h, tem #Sejoga, apresentação e ensino de jogos de tabuleiro moderno de baixa complexidade, com a equipe do Além do Muro, para adolescentes de 12 a 16 anos.

Já no sábado (26), às 10h, tem a contação da história “O Menino que Voou”, com o grupo Grifo Teatro, para crianças de sete a 11 anos.

Novos espaços e títulos
Dentro da proposta de revitalização e dinamização, a BNF também terá dois espaços reformulados. Além do já existente Espaço de Exposições Sônia Cintra, a Biblioteca ganha também a Galeria Jundiaí, localizada ao final da rampa de acesso do Auditório, para onde a UGC irá destinar a realização de proposta artísticas selecionadas.

O segundo será o espaço do Cyber Café, onde atualmente ficam os livros do Acervo Braille e onde será montado um espaço para jogos. Para isso estão sendo adquiridos jogos de tabuleiro que atendam todos os públicos. Entre os títulos da lista estão War, Monopoly, Uno, Dr. Eureka e Unbungo, entre outros, somente para empréstimo e uso dentro do espaço.

Para os amantes da leitura, a Biblioteca está renovando também o seu acervo, adquirindo novos títulos de Literatura Infantil e Literatura contemporânea de autores estrangeiros e brasileiros, principalmente de escritores jundiaienses.

Também serão contemplados títulos presentes na lista dos mais vendidos, com temáticas raciais e indenitárias, além de autores premiadosganhadores de prêmios como Jabuti, São Paulo de Literatura e Sesc de Literatura.

Da nova lista de aquisição constam os seguintes títulos:

Infantis: “Meninas incríveis: histórias de meninas reais que fazem a diferença”; “Meu crespo é de rainha”, da autora Bell Hooks; “Somos todos extraordinários”, do autor R.J. Palácio.
Juvenis: “Especial”, de Ryan O’Connell, livro que inspirou a série SPECIAL da Netflix e “A garota do casaco azul”, da autora Mônica Hesse.
Adultos: “Antirracista” e “Lugar de Fala”, da autora Djamila Ribeiro; “Eu sei porque o pássaro canta na gaiola”, da autora Maya Angelou,; “O fio de Ariadne e outras histórias”, do autor jundiaiense Alex Rosa e “Corrupção Mortal”, da autora Nora Roberts.

Além do já existente Espaço de Exposições Sônia Cintra, a Biblioteca ganha também a Galeria Jundiaí e o Cyber Café
Empréstimos
Inaugurada em dezembro de 1971, a biblioteca atualmente funciona em ambiente baseado no conceito de Biblioteca Viva, que tem por finalidade incentivar a leitura com foco no cidadão, aproximando-o da literatura, além de promover serviços e ações culturais inclusivas, de acordo com a diversidade de público que a frequenta.

Atualmente constam em seu acervo 48.456 materiais disponíveis para empréstimo. Cada sócio pode emprestar até quatro títulos por 30 dias, prorrogáveis por outros 30 dias.

Para ser sócio da Biblioteca, basta o interessado comparecer pessoalmente ao balcão de atendimento e apresentar o RG. Não é preciso ser morador de Jundiaí, uma vez que o atendimento é extensivo a toda região. Todos os serviços da BNF são gratuitos. O cadastro de associado tem validade de dois anos e pode ser atualizado a qualquer momento, devendo o frequentador interessado apresentar RG para renovação.

Já as doações de livros são aceitas mediante o envio prévio de listas com os títulos, autores, editoras e data de publicação, para o e-mail biblioteca@jundiai.sp.gov.br. A BNF não aceita doações de revistas, apostilas, livros didáticos, enciclopédias, brinquedos, móveis, eletroeletrônicos e demais equipamentos.


Cada sócio pode emprestar até quatro títulos por 30 dias, prorrogáveis por outros 30 dias
Acessibilidade
Na Biblioteca, os espaços dialogam também com a ideia de acessibilidade arquitetônica, onde não há barreiras físicas. Aproximadamente 70% do acervo encontra-se em estantes com altura acessível para cadeirantes, rampa de acesso ao auditório e banheiro adaptado de uso exclusivo para cadeirantes.

Os serviços e espaços destinados ao público com necessidades especiais são o Acervo Braille, com 1.160 volumes e 374 livros falados; Espaço Interagir, com computador de uso exclusivo e adaptado, com mouse estacionário; Scanner leitor de mesa Sara, com software Open Book 9.0, ampliador automático com monitor e software de voz sintetizada para atuação com o software leitor de tela NVDA.

A Biblioteca Municipal funciona dentro do Complexo Argos, localizado à rua Dr. Cavalcanti, 396 – Vila Arens. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 4527-2110 ou pelo e-mail biblioteca@jundiai.sp.gov.br.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Visitas: 469500   Usuários Online: 16

Nosso Whatsapp

 11982119966

Copyright (c) 2022 - TV Jundiai Hoje